Os Jogos Vorazeamento do Cinema

Amiguinhos e amiguinhas, vamos dar uma pausa nos realities pra falar de coisa séria: Star Wars

Fui eu, quinta feira na pré estréia de Star Wars, pra assistir um filme em que cresci inserido dentro do seu universo fantástico. Mas saí do cinema moribundo igual o Chaves quando expulso da vila por ser chamado de ladrão.

Ue, Piloto, o filme é ruim? Pelo contrário, o filme é muito bom. Mas a sua meia hora final foi pra arrebentar a galera old school.

Voltei pra casa com a certeza que não sou mais público para o cinema. Eles não me querem mais. E vou explicar porque.

Jogos Vorazes é a maior franquia do atual cenário do cinema. Não sei nem dizer quanto bilhões fizeram todos os filmes juntos. Sim, BILHÕES.

img-1025259-jogos-vorazes-katniss-everdeen

Pra atingir números assim, é sinal que o filme soube falar com seu público. Com o perdão do trocadilho: tal qual sua heroína, a franquia acertou em cheio no alvo.

Nada mais natural do que todas as produtoras tentarem emular algo dessa fonte, pra beber um pouco desses bilhõezinhos também.

E aí é onde eu quero chegar. Está rolando um processo de “jogos vorazeamento” do cinema.

Star Wars 7 nada mais é do que um Jogos Vorazes no espaço.

star-wars-new-trailer

Um filme completamente teen, com heroína forte descobrindo suas habilidades e crescendo em responsabilidades.

Mesmo que tudo aconteça de forma absolutamente rasa.

Tão raso e bobo quanto apresentarem um dos personagens com o diálogo: “Esse Poe Dameron, ele é o melhor piloto da frota.” Seguido de peripécias voadoras do malandrão soltando “uhuuus” no ar.

Só eu me senti num filme dos power rangers com uma cena dessas?

poe-dameron_70f5aee2

Antes de tudo, deixo claro que sou a favor dos Jogos Vorazes, assim como a franquia Divergente. São importantíssimos para a evolução anti-sexista no cinema.

Tem sim que ter espaço para todos.

Justamente por isso, o que me incomoda é transformarem todos os blockbusters atuais no mesmo enlatado.

A equação é simples: Pra se fazer bilhões, é preciso atrair todo e absolutamente todo tipo de público para ver o filme.

E a maneira mais fácil de levar o público feminino para ver tramas masculinas, é enfiando uma Katniss Everdeen na história.

A protagonista Rey nada mais é do que uma nova Katniss. Sua caminhada ao longo da trilogia seguirá os mesmos passos da personagem de Jennifer Lawrence.

A menina camponesa que foi levada pra guerra, demonstrando força, coragem e habilidades especiais, se tornando a símbolo de um movimento.

jogosvoraz

O cinema sempre viveu de vender ídolos. E o que fizeram em Star Wars foi substituir o ídolo da minha geração, pelo da garotada de Jogos Vorazes.

Foi como se enfiassem um sabre de luz no meu peito e me empurrassem pra fora do cinema.

E se vocês acham que estou exagerando, reflitam sobre o que está por vir em X-Men Apocalipse.

Mistica, que sempre foi uma personagem merda secundária, será a nova líder, vejam bem, a nova LÍDER do grupo.

E sabem o porque disso? Porque a atriz que a interpreta é uma tal de Jennifer Lawrence.

E qualquer produtor que fareja lucro, colocaria a ícone do momento, num lugar de destaque.

xmen0001

Lá está Miss Lawrence localizada no centro da tela. Posição de poder, destaque, protagonismo. Comandando seus soldados sem a maquiagem azul.

Porque ali, não é mais a Mística na tela, ali é a própria Jennifer Lawrence sendo vendida para o público.

É isso que trará bilhões para Fox.

Cada vez menos, Mística aparece na tela em sua forma mutante. Porque ninguém seria louco de gastar a atriz mais vendável do momento escondida atras de uma máscara azul.

cineorna_perfil_jenniver_lawrence_06O mundo do business é como uma selva, ou no caso, como uma grande carnificina de Jogos Vorazes.

É como a evolução das espécies: Todo mundo luta pela sobrevivência.

E nessa troca troca de gerações, já sinto calafrios em saber que Daniel Craig se aposentou do posto de James Bond.

Já que o papel tem de ser interpretado sempre por um britânico, aguardo o dia que vão anunciar Keira Knightley como a nova 007.

400px-domino-pistolcu_02a

Anúncios

6 comentários em “Os Jogos Vorazeamento do Cinema

  1. Eu sou uma pessoa que acredita que o cinema deva ser menos sexista e aplaudo sempre que um filme traz personagens femininas interessantes.

    Mas, e é um longo mas, não quer dizer que eu só quero um tipo de filme no mundo.

    Star Wars tem uma bagagem própria e um mundo próprio. Existem livros, hqs e seis filmes nessa franquia. Existem personagens fantásticos desde o episódio 4. Leia, peloamordedeus, é uma personagem bad ass. Ela é foda. A série nunca careceu de “personagens femininos fortes”.

    Mesmo nos prequels, a Amidala, por mais detestável que eu ache a personagem e por mais que eu odeie o romance whathever dela com o Anakin, não se pode negar que ela é importante: figura política, dona de si mesma, inteligente, líder… se estragaram a personagem no episódio III, bem, paciência.

    O que eu acho um saco é que existem formas de se fazer personagens femininas fortes e legais sem apelar para a Katnização do cinema. Se bem me lembro, Star Wars tem todo um pós episódio seis muito bem trabalhado e com excelentes personagens femininas.

    Quanto ao X-Men: nada contra a Mistica, tudo a favor, mas por favor, façam um filme com a VERDADEIRA Mistica, que é a personagem que eu amo. Aquela que manipula a Vampira, pega meio mundo, abandona filhos e de quebra toca o terror na irmandade. Não quero essa Mística que é BFF do Xavier e fica mimizando com o Magneto. Passo.

    Curtir

  2. Eu sou homem e amei o protagonismo nato de Rey. Eu definitivamente espero que cada vez mais os filmes insiram personagens femininas e fortes. Sinto muito que você não se sinta mais o publico alvo de SW, meu conselho, não vá mais ao cinema e seja feliz.

    Curtir

      1. só completando o problema nao é o protagonismo feminimo, mas a forma como o fazem

        o meu filme preferido de 2014 é gravidade e sandra bullock protagoniza de forma natural

        o problema é a forma comercial como fazem em mts casos e sem sustentaçao. O final de star wars é uma piada

        Curtir

  3. Star wars sempre foi um filme com protagonista teens , Luke e leia tinha cerca de 17 anos no primeiro filme , luke era um jovem descobrindo seus poderes ,coisa que acontece em vários filmes com protagonistas masculinos
    e você esta incomodado porque as mulheres estão começando a ser protagonista igual aos homens e ganhando espaço, tu é um machista disfarçado .

    Curtir

    1. Então acho q nao consegui me fazer ser entendido

      Minha reclamaçao foi pelo choque de geraçoes

      O idolo da minha geraçao nao era o Luke, era o han solo

      o idolo da geraçao atual é a katiniss, e a personagem protagonista de star wars é exatamente igual a katiniss

      se vc acha q a unica diferença entre o anti heroi han solo e a jedi katiniss é apenas o genero masculino e feminino

      entao nao consegui ser entendido

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s