Retrô BBB1 – Olha Onda

“Onda, onda, olha onda… tchá tchá… Onda, onda, olha onda… Tchá tchá…”

Muito antes da onda que dominou a cabeça dos brasileiros em 2016, Kleber Bambam já dançava Tchakabum há 15 anos atrás.

E tal qual na música, assim veio a onda do big brother no Brasil.

Olá amiguinhos, olá amiguinhas, a partir de hoje, relembraremos aqui todas as edições do nosso reality preferido. Vou tentar fazer 16 colunas, uma para cada edição do BBB, sob o ponto de vista dos vencedores.

Uma espécie de trajetória dos campeões. E pra começar do principio, hoje, falaremos do BBB1, e do folclórico Kleber Bambam.

Estamos falando de 2002. Uma época que não existiam redes sociais, a internet era discada, e a dançarina do Tchakabum, Gracyanne Barbosa, ainda não tinha entrado para os Avengers.

antesedepoisgracyannebrabosa

Após o sucesso da Casa dos Artistas no SBT, a Globo, detentora do formato do programa, agiu rápida e botou o reality no ar, mas num estado completamente experimental.

A casa era ocupada por um elenco de estereótipos do dia a dia.

A patricinha sociality, a nerd dos computadores, o burro fortão. Era um grupo de pessoas muito mais reais do que o amontoado de modelos que se viu em dições mais recentes.

Mas por se tratar de uma primeira edição, nem a Globo, nem o público sabiam muito bem o que esperar do programa.

Como conduzi-lo? Que tipo de narrativas escolher? O que esperar de cada personagem?

Éramos todos crianças na noite de natal, tentando tatear o que seria o presente dentro da embalagem. Só depois de aberto que a gente ia descobrir o que sairia dali de dentro.

participantes-do-bbb1

A coisa era tão experimental, que as primeiras votações sequer eram ao vivo.

Acreditem, os participantes votavam no domingo de manha, logo que acordavam e deveriam guardar segredo do voto até de noite, na hora do ao vivo com Bial.

Alias, não só Bial. Tínhamos também Marisa Orth na apresentação e um cachorro como integrante da casa.

Polly, o Big Dog, era o mascote do BBB1, mas não chegou nem na metade do programa e acabou sendo retirado de cena.

imagem-do-bbb1-1420662105681_956x500

A bola dentro da edição foi uma prova de resistência logo no primeiro dia.

No primeiro minuto de Big Borther no Brasil, Bial entrou no ar, conversou um pouco com os participantes e já os convocou pra uma prova no jardim.

Lá, os 14 participantes foram colocados dentro de um carro, onde o último a sair ficaria com o veículo.

Não lembro mais quantas horas rolaram de prova, mas o vencedor da brincadeira foi justamente Kleber Bambam, o futuro campeão do BBB1.

E a partir dessa prova, tudo o que Bambam fez foi: Onda, onda olha a onda tchá tchá!

Kleber passava o dia de sunga dançando e cantando essa música, não saia do quarto do líder nem quando mudava de liderança, pois os quartos meio que ficaram fixos entre os participantes.

01313631602900

Uma curiosidade interessante, foi que Kleber quase desistiu do programa quando protagonizou o seu primeiro paredão.

Tudo por que na hora dos seus 30 segundos de defesa, o bobalhão Bambam em vez de se defender, gastou o tempo pra citar coisas que achava ruim em Bruno, seu rival de paredão.

Os participantes da casa acharam aquilo um absurdo, como se Kleber tivesse quebrado alguma regra da ética de um participante de BBB.

E o coitado, se sentindo coagido pelos companheiros, chegou a ir pro confessionário, pedindo pra deixar o programa por não ter sido homem em sua defesa.

Bambam acabou convencido pela produção e participantes a esperar pelo resultado do paredão. Quase que como todos ali já dessem como certa a eliminação do fortão descerebrado.

O resultado? 51% a favor de Bambam. E toda casa se voltou contra ele.

Não houve bullying ou perseguição, mas acabou rolando uma total falta de entrosamento de Bambam com o resto da casa.

Kleber passou a morar no quarto do líder, passando as noites sozinho, enquanto todos faziam bagunças em grupo nos quartos.

E um dos poucos momentos de interação de Bambam com o resto, era na hora dos banhos de piscina, ensinando todos dançar a maldita música. Onda, onda, olha onda… tchá tchá!

Mas Bambam era divertido e carismático, ainda mais num programa tão cru como foi a edição de numero 1.

Kleber acabou virando o alivio cômico ao mesmo tempo que se tornou o patinho feio dos participantes. E isso, amiguinhos, é uma formula certa pra se tornar o adotado do público.

A gota d’água da onda, onda olha onda, foi quando durante uma atividade de artes, Bambam fez a lendária Maria Eugênia (mais participativa do que a Mirla).

bambam-e-maria-eugenia

O BBB1 acabou promovendo algumas atividades e festas, de acordo com as habilidades de cada participante.

Tivemos o show de André Gabeh. Uma sessão de fotos digitais pra web designer Estela mostrar seu talento, e uma atividade de artes para o artista plástico Adriano poder pintar quadro dos bróders na casa.

Ali, sem nenhuma pretensão, Bambam fez o passo final para sua vitória.

Juntando um emaranhado de sucatas para instalações artísticas, Kleber Babam montou a sua boneca e deu vida à moça, fazendo dela sua grande companheira.

Mas num determinado momento, que já não lembro mais porque razão, a produção mandou retirar todas as obras de arte produzidas pelos bróders, e junto com elas, Maria Eugênia foi retirada do programa.

O resultado todos lembram. Bambam com o mais genuíno choro dos inocentes foi ao confessionário pedir a volta da sua boneca e comoveu o Brasil há pouco mais de 1 semana do final do BBB.

2245747

Não tinha mais jeito. Era dele aquele prêmio.

Bambam venceu a primeira edição do Big Brother Brasil e abriu caminho para muitos vencedores que ainda viriam. Mas isso, é assunto para as próximas colunas.

Amanha, falaremos do BBB2,

Até lá 😀

Anúncios

15 comentários em “Retrô BBB1 – Olha Onda

  1. Cara, tem um erro nesse texto. A situação da boneca q foi retirada pela produção, só foi mostrada DEPOIS que acabou a votação acabou pra definir o campeão.

    Curtir

  2. Amei o primeiro BBB, não lembrava de todos os detalhes na verdade, mas foi incrível. E adorava o Bambam, gostava do Serginho e da Vanessa também.
    Só um detalhe, acho que essa primeira prova aí que você falou que o Bambam ganhou, foi a prova que o Adriano fez uma troca com o Bambam, Adriano ganhava e levava o carro, e o Bambam ficava com o carro que o Adriano tinha.
    Talvez eu esteja louca, mas acho que aconteceu isso!

    Curtir

  3. Ñ assisti BBB1 na época tinha preconceito achava que ñ era legal ver esse tipo de Programa ! A parti do BBB5 comecei e desde então curto muito chego a esperar ansiosamente cada ano . Fiquei por dentro de todas as Edições pelas reprises , Aquecimento BBB…
    Achei interessante ele usar a boneca , lembro dos comentàrios na TV.

    Curtir

    1. o mais legal dessa boneca é q foi algo espontâneo. Como era o primeiro BBB, ele nao tinha base pra ter visto outros fazendo isso

      ele fez pq foi uma atividade de artes q todo mundo tinha q montar algo

      dai depois disso, todo mundo resolveu fazer o radio da boneca em todas as ediçoes

      Curtir

  4. O que foi bom, é que tudo era tão novo,tão inocente,as pessoas pareciam ser mais sinceras, não seguiam um roteiro .Eu torço pelo Bambam e lembro bem ,que ele se apoderou do quarto do líder e não saiu mais de lá,mas acho que não foi só falta de integração com a casa ,nao .Ate porque ,Bambam virou alvo de votos frequentemente houveram exceções, a líder Leka que emparedou as suas amigas Stela e Cristiana.Leka indicou Cristiana e Stela foi o voto de minerva,só nao me lembro com quem Stela empatou nos votos ,a memória falhou kkkkk.Cristiana foi eliminada e saiu P da vida com a Leka.E Leka foi para o próximo paredão pelo voto dos colegas.Alias as três formaram junto com André ,a panelinha do quarto azul. Eu achei que eles foram os principais antagonistas do Bambam ,principalmente o Andre que nao fazia questao de esconder sua antipatia pelo futuro campeao.Depois de ser votada pela Leka e quando foi ao Caranaval com Bambam ,Cristiana ficou mais amigavel com o rapaz.Bambam pegou Xaiane ,mas Leka virou sua musa depois da saída da loira,mas o Fortão não conseguiu nada com a morena.Bambam era um cara grandão com um coração de criança ,mereceu vencer.Tambem curtia Vanessa e Serginho ,não só pelo casal, mas individualmente .

    Curtir

  5. Oiiii !! Nessa primeira edição o meu favorito era o mal humorado Adriano, achava ele muito divertido. Bambam se mostrou um homem de respeito , lembro ele socorrendo a Leka nua depois de um porre fenomenal!!!

    Curtir

    1. eu tb torci pelo adriano haha gostava do jeito ranzinza dele

      lembro quando ele pegou um radio de uma rpova da comida, uma pilha do aparelho de dvd e ligou o radio pra escutar musica, a produçao ficou maluca de raiva

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s