Dancing Brasil – Estreia

Você já tá familiarizado com os posts do Luiz sobre o DWTS, não é mesmo?!

Agora você vai ficar praticamente irmã ou irmão com o formato, já que estreou na segunda-feira (3), o Dancing Brasil, na Record TV, com apresentação de Xuxa Meneghel.

xuxa-dancing-brasil-1491279363280_615x300

O Piloto abriu esse espacinho para que eu (Vitu), o Luiz e o Lugui comentemos as apresentações das estrelas do DB.

A versão brasileira respeitou o formato original, inclusive com o cenário super fiel (e extremamente bem produzido). Os jurados rigorosos como devem ser, nada de 9 e 10 pra todo mundo e a abertura impecável. Espero que no ao vivo mantenham a qualidade. (E que melhorem a do áudio, pois as músicas estavam meio abafadas).

Dito isto, vamos aos ritmos da noite:

Cha Cha Cha: passos precisos e muito marcados pelo ritmo da música.

Jive: é uma dança originalmente latina criada que os jovens americanos popularizaram com o rock’n’roll. É um ritmo rápido e animado, entre os passos mais básicos, o dançarino deve girar a dançarina horizontal ou verticalmente.

Bolero: é um ritmo lento, com giros e muita expressividade em músicas românticas.

Salsa: movimentos rápidos e executados para frente e para trás. Os bailarinos precisam manter o peso na ponta dos pés.

Foxtrote: movimentos longos, contínuos e muito precisos no sentido contrário do relógio em toda a pista de dança. É um ritmo sofisticado.

Samba: movimentos enérgicos e sensuais, desenvoltura, coordenação. Deslizamento sobre a pista com semi-voltas para a esquerda e para a direita.

Valsa: é deslizar energicamente pelo salão, ondulações elegantes e graciosas e rápido movimento na velocidade do corpo.

Tango: movimentos firmes e precisos, dramático, postura rígida, olhares fixados. É como se através da dança um bailarino quisesse capturar o outro.

Dito isto, vamos às apresentações:

particoates

Bianca Rinaldi e Tutu (Cha Cha Cha)

Vitu: Foi uma boa dança para a estreia.

Primeiro casal a se apresentar, obviamente, Bianca estava nervosa, mas não foi ruim. Teve muita precisão nos movimentos, alongamento e alinhamento dos braços perfeitos, mas no movimento de pernas deixou a desejar. Em alguns momentos pareceu meio dura, pode melhorar essa malemolência e pode evoluir muito ao longo da competição. Nota 7.

Lugui: To preocupadíssimo com esse excesso de botox da Bianca que faz com que ela não tenha a menor expressão, coitada!

Imagina quando for dançar tango, paso doble, com essa cara de paisagem… Apesar disso, gostei da apresentação, talvez a música tenha prejudicado na construção de uma coreografia mais interessante o que, junto com uma falta de fluidez, fizeram a apresentação ser just ok. Mas ela tem potencial e gosto dela assumir a postura de vir pra ganhar! Nota: 7.

Luiz:  Não foi uma boa dança pra começar a noite.

Teve muito teatro, muita enrolação pra pouca dança no tempo que foi dado pra eles. O ideal seria mostrar uma dança MESMO, não encenação, se não eu iria ver Os Dez Mandamentos. A coreografia foi até aceitável, passos característicos do Cha Cha Cha, mas não pode sair levantando a pessoa assim. Eles precisam se dedicar mais às danças, focar no desenvolvimento da Bianca e deixar de fazer um peça de teatro.  Nota:6

Tony Salles e Bruna (Jive)

Vitu: foi bem. Alguns desencontros nas horas de padede, é um casal que precisa criar mais sintonia. Controle de pernas excelente já os braços ficaram meio perdidos em alguns momentos. Tem malemolência, mas pecou no alongamento. No final, demonstrou muito cansaço e o penúltimo passo ficou comprometido. Achei que a coreografia ficou pesada de ver. Nota 6.

Lugui: Amo que nem a professora está suportando ele! Se ela não aguenta, eu também não sou obrigado. Tony tem bastante ritmo e poderia ter sido bem melhor se tivesse se dedicado e concentrado. Faltou energia do meio pro fim da apresentação, ele errou passos e não deu conta do Jive, que é um ritmo bem difícil. Tente outra vez! Nota: 5

Luiz: Óbvio que eu vou lembrar de várias danças das versões gringas por conta das músicas e chega deu uma dor no coração de ver essa dança lembrando do jive de Nick e Sharna na S21 do DWTS. Em termos de coreografia, foi ok, nada de extraordinário, mas também umas coisas imbecis como a adoleta. O Tony tem um molejo, consegue de mexer bacana, mas senti ele mole demais, precisa de uma certa postura. O chutes característicos do Jive não foram precisos como devem ser e o Tony tava atrás da Bruna por uma boa parte da dança.  Nota:5

Maytê Piragibe e Paulo (Bolero)

Vitu: linda a coreografia. Leve, Maytê parecia flutuar na pista. Alongamento perfeito, braços e pernas longilíneos, mesmo  ela sendo pequena. Cresceu na dança. Em alguns momentos me lembrou um pouco valsa, mas não fugiu muito do que pede o bolero. No entanto, teve um erro bem perceptível, mas que não comprometeu o resto da coreografia. Nota 8,5.

Lugui: Maytê é o típico caso de atriz que eu adorava mas esqueci da existência porque tá na Record. Ela realmente se entregou à dança e isso foi fundamental pro sucesso da apresentação. Talvez pela ansiedade de executar o próximo passo, ela acabou pecando nos acabamentos, mas nada que não possa ser ajustado em algumas semanas… Maytê com certeza é uma das apostas das temporadas. Nota: 8.

Luiz:  Lindíssima. Fiquei tão feliz com a qualidade dessa dança. Eu não tenho muito costume com Boleros, mas fica próximo a uma Viennese Waltz e foi tão bem executado. A coreografia explorou todo o palco, a Maytê dançou mesmo e apresentou linhas belíssimas. A sintonia dela com o Paulo estava ótima e espero que continue assim. Já é um nome para uma provável torcida! Nota:8

Richarlyson e Camila (Jive)

Vitu: Richarlyson é excelente pra dança, mas precisa ajustar e conter alguns movimentos. Muita malemolência, porém uma linha tênue ao exagero, que não chegou a comprometer NESSA dança. No entanro, acho que a música não combinou com o ritmo e apesar de ter visto alguns passos de Jive, não diria que o ritmo era integralmente esse. Nota 6.

Lugui: Bonecão do posto, tá maluco, tá doidão! Que movimentos são esses? Zero de naturalidade, completamente forçado! O homem abria o braço e a mão parava na platéia! E gente, que coreografia mais feia é essa? E como fazer Jive com essa música onde não cabe Jive? Foi tudo bem ruim, mas não por culpa do Richarlyson, que claramente tem energia, ritmo e mais potencial a ser explorado! Preciso dizer que ri muito porque quase que ele perde o gol no início da dança. Nota: 6.

Luiz: Eu posso me recusar a comentar em protesto a essa música nada a ver com esse ritmo? A professora tá de parabéns por ter conseguido fazer algo decente. Mais uma vez, o jive é uma dança rápida e o famoso ficou atrasado em relação ao professor. Faltou sincronia e um certo “clima” porque essa música não ajuda em nada, faz é atrapalhar. Nota:5

Juliana Silveira e Wescley (Samba)

Vitu: não foi o samba de gafieira, foi o samba internacional. Dentro disso, cumpriram bem. Teve muito passo fora do samba, bem executados entretanto. Juliana ótima, alongamentos e finalizações boas. Não gostei da coreografia muito retraída, poderia ter sido melhor explorada. Nota 7.

Lugui: Minha Floribella está vivíssima!! Eu era criança e já dançava com ela faz tempo:

Amo que o nome do professor é WESKLEY, não vou mentir que já gargalhei!

Enfim, quando anunciaram o Dancing Brasil, logo me perguntei sobre como seria o Samba na versão brasileira: achei que trariam mais a gafieira e se afastariam do que é feito no DWTS.

Confesso surpreendeu essa “não-brasilidade” do samba, mas adorei essa coreografia, sendo a melhor até o momento no programa de estreia. Juliana foi extremamente bem e também já se afirma como uma das promessas do elenco, mas perdeu alguns pontos aqui por não ter sido tão contagiante e por alguns acabamentos de passos que podem ser melhorados. Nota: 8.

Luiz: O samba na versão brasileira é o samba de competição internacional com um toque da gafieira. Amei essa mistura, ficou super original. A coreografia foi bacana dentro do conceito criado meio animalesco. Juliana tem jeito, mas quero ver ela dançando com um salto, uma dança mais lenta para saber como é a fluidez dela. Ela tem potencial. Nota:7

Mika e Barbara (Valsa)

Vitu: faltou sincronia no casal. A coreografia foi linda, mas a imaturidade na dança dele ficou bem evidente. Mika parece ter muito jeito para a dança, mas a Barbara precisa limpar muito todos os movimentos dele. A valsa foi só dela e ele deu um suporte ok. Só. Nota 6.

Lugui: Desde que Mika foi anunciado, já dou como certo ele na final, afinal, ele já foi Rebelde, canta, dança e é um dos principais galãs da Record. Confesso que esperava mais dele! Não que ele tenha ido mal, bem longe disso, mas foi só correto. Faltou leveza e envolvimento com a parceira (que é excelente bailarina) pra fazer a gente mergulhar nessa apresentação. Ainda tem muito programa pela frente e acredito que ele poderá crescer bastante! Nota: 7.

Luiz: Jesus que roupa feia, pelo amor de Gloria Kalil! A dança foi até bonita, mas o Mika ficou bem atrás da professora algumas vezes, a postura pecava um pouco e algo me incomoda muito é que no meio da dança, alguém para para esperar o outro começa o movimento, então ficam vários passos soltos no lugar de uma dança fluida. Nota:6

Fabiola Gadelha e Bruno (Foxtrote)

Vitu: foi um quase Foxtrote. Os passos a meu ver foram semipassos… Faltou a finalização – bem feita –  deles. O cambrê não rolou, foram movimentos incompletos. Em alguns momentos, a Fabiola não sabia o que fazer com a mão. Parecia coreografia de boate pop e não um Foxtrote. Nota 4.

Lugui: FERNANDA CHAMMA ME REPRESENTA!!!  – “Vai ter que controlar essa mulher! Menos!” – HAHAHAHA Gente, quando vi Fabíola no elenco já me revirei todo porque sabia que ela ia querer ser engraçadona o tempo todo e eu tenho PAVOR de gente que só faz graça nas apresentações (Nego do Borel e Nelson Freitas mandam lembranças…). Bom, a apresentação foi toda uma grande presepada que nunca será Foxtrot. Aliás, os poucos momentos desse ritmo foram as piores partes e onde Fabíola pareceu mais perdida. Provavelmente ela se dará bem melhor em ritmos agitados, mas espero que ela seja eliminada antes de ter oportunidade pra isso. Nota: 5.

Luiz: Coreografia correta, exploraram bem os momentos juntos e separados, mas tinha algo que não conectava. As energias eram diferentes e a Fabíola claramente pode mais que isso e ela quer mais que isso. O professor jogou seguro e agora precisa se jogar para aparecerem na competição. Nota:6

Guilherme e Alê (Bolero)

Vitu: boa dança. Alê ensinou já na primeira dança que o dançarino não pode ficar com  a mão sobrando e em momento algum ele ficou sem fazer nada. Entretanto, ele ficou muito contido, limitado, ela sobressaiu muito mais e a postura ficou comprometida. A coreografia poderia ter tido um final mais bem elaborado para não dar margem a quem assiste se perguntar se acabou ou não. Nota 6.

Lugui: Apresentação tão envolvente quanto um programa apresentado pela Daniela Albuquerque. Foi bem meio pombo e esquecível! Não senti conexão entre ele e a parceira e tudo pareceu meio mecânico. No entanto, foi uma apresentação correta, sem grande erros e Guilherme mostrou que poderá ser bem trabalhado. Nota: 6.

Luiz: O conceito foi bacana, mas mais um caso de postura masculina ruim. O Guilherme é meio duro, ombros levantados e precisa trabalhar mais o desenvolvimento dele com a dança, com ele se deixa levar. Antes de danças, precisa sentir para que saia de maneira natural. Nota: 6

Tânia Alves e Marcos (Salsa)

Vitu: me decepcionou um pouco. Duríssima durante toda a dança, meio perdida algumas vezes e coreografia super simples e limitada. Uma salsa contida demais e a Tânia muitas vezes parecia não saber o que fazer. Nota 4.

Lugui: Ela preenche aquela cota de senhoras metidas a classudas mas que são só chatas mesmo. Não senti a menor energia, o que é o mínimo para um ritmo latino como a salsa, e ficou muito clara a falta de química do casal e sua falta de leveza. Faltou, também, conectar melhor os passos, sem parecer que ela está pensando em cada passo antes da execução, comprometendo na fluidez. Provavelmente Tânia se sairá melhor em ritmos mais lentos. Nota: 6.

Luiz: Tania pode mais, teve muito teatro e pouca dança, ainda mais com essa música péssima pra salsa. É preciso animais mais nesses ritmos latinos. Os professores tão subestimando esses famosos, eles podem mais e a Tania principalmente. Nota: 7

MC Gui e Bella (Cha Cha Cha)

Vitu: foi descoordenado. Faltou um pouco de energia, passou uma certa insegurança. Alguns erros durante a coreografia fizeram perder o contratempo por vezes. O Cha Cha Cha necessita de mais precisão e não teve. Precisa melhorar muito a postura pra dança ficar bonita. Se atrapalhou com o figurino também. Nota 4.

Lugui: MC Gui é gente como eu: a idade física não acompanha a da certidão de nascimento e o coitado parece um idoso, todo quebrado. Ele precisa agradecer eternamente sua parceira pois ela fez tudo por ele nessa apresentação. Gui simplesmente andou pelo palco e fez alguns poucos passos completamente duro e desleixado. Não vejo futuro se ele não mudar drasticamente! Nota: 5.

Luiz: Alô departamento de figurino, não coloquem gravatas assim pra danças porque fica feio, a gravata sai do canto, se mexe demais e parece desleixo. Os pés seguiam pisando com o calcanhar e nessas danças, é preciso pisar com os dedos primeiro, ainda assim, ele parecia não ter força na pisada, além de ter uma quadril duro. Não rolou pra mim. Nota:5

Sheila Mello e Marcelo (Foxtrote)

Vitu: alongamento, finalizações, abertura tudo perfeito. Faltou um pouco de sincronia com o parceiro e um pouco do trote. Por ser dançarina, Sheila não teve e nem terá problemas com os passos básicos, técnica e postura. Entretanto, o padede e os elementos nas coreografias podem fazer perder ponto. Nota 8,5.

Lugui: EU TO GRITANDO ÁGUA, CORREDEIRA ABAIXO! Sheila Melo formou meu caráter junto com É O Tchan, então já torço por ela previamente. Muito se falou sobre Sheila levar vantagem, já que é dançarina, porém não tem total domínio dos ritmos da competição e creio que sua única vantagem é o fato de ter maior resistência às dores e ao cansaço desse processo. Sheila começou com um ritmo fora da zona de conforto e não fez o melhor que poderia, o que se deve a uma coreografia que evidenciou seus pontos fracos: quando dançou sozinha, precisou dançar balé sem ter toda técnica pra isso, e quando dançou com o parceiro, não houve o menor entrosamento entre eles. Seria melhor se tivesse feito par com Jacaré ou Compadre Washington! Sheila foi na média e estou à espera das próximas danças. Nota: 7.

Luiz: Tem mais ballet que foxtrote aí viu… Toda a postura que ela tem como bailarina prejudica em certos pontos nas outras danças. Toda a estrutura e seriedade do balé precisam ser perdidos e eu nunca pensei que ia falar isso sobre a ex-loira do tchan…  Sheila tem MUITO a mostrar e quero ver ela nas próximas semanas evoluindo. Nota:7

Leo Miggiorin e Dani (Tango)

Vitu: movimento de pernas e pés perfeitos, dramaticidade ideal, coreografia linda… Pra uma estreia foi excelente! Teve um errinho de equilíbrio, mas o show compensou. Nota 9,5.

Lugui: AGORA SIM O DANCING BRASIL COMEÇOU! De longe o melhor da noite! Foi tão bom que até relevei essa versão horrorosa de Roxanne que usaram como trilha! É muito difícil começar logo com o Tango, mas o fato do Léo ser ator o ajudou a captar a dramaticidade dessa dança no tom certo. Dani já foi professora da Dança dos Famosos e sua  experiência em competição foi valiosa pra que ela construísse essa coreografia completamente adequada ao Léo, ao momento do programa e ao ritmo. Como a técnica do Tango é muito difícil pra uma primeira experiência com dança, Léo não foi perfeito, mas já se posicionou como um dos adversários a serem batidos. Nota: 9.

Luiz: Relação de amor entre artista e obra, muito bem coreografada, sem muitos enfeites pra desviar o olhar da dança. O Léo tem uma boa desenvoltura, boa musicalidade, mas pode melhorar nos pés. Algumas vezes ele perdeu o equilíbrio e deu pra notar. Mas fora isso, o tango é uma das danças que mais exige do dançarino e ele conseguiu fazer uma ótima apresentação já na primeira semana. Nota:8

Jade Barbosa e Teo (Samba)

Vitu: ótima desenvoltura, finalizações excelentes, porém um pouco retraída. Foi tudo corretinho, mas simples demais. A coreografia poderia ter sido melhor elaborada, com mais passos e elementos. O desconto de ponto será mais pela coreografia do que por erros da Jade e pela falta de tempero nesse samba. Nota 8.

Lugui: Amo a Jade e não nego que já aguardo as cenas de choro dela! Por ser ginasta, Jade é perfeccionista, o que a deixou presa e tornou visível a preocupação em acertar cada passo, o que comprometeu a fluidez, especialmente quando dançou junto com o parceiro, o que é mais difícil pra ela já que está acostumada a se apresentar sozinha. Porém Jade tem ritmo e bom acabamento nos passos e tem tudo pra ir longe se for bem trabalhada. Nota: 7.

Luiz: Os dois sambas da noite foram bem diferentes. A Jade teve mais uma pegada gafieira, mas pecou pela falta de dança do casal. Eles dançaram sozinhos por muito tempo e não é a proposta dessas danças. Por conta da ginástica, a postura da Jade é bem correta e isso, assim como aconteceu com a Sheila, não deixou o movimento desenvolver. Faltou ginga no samba. Nota:7

Dalton Rangel e Érica (Cha Cha Cha)

Vitu: não teve a precisão que o Cha Cha Cha exige. Faltou dança mesmo. Muito dependente da parceira, coisa que não vi nos outros participantes. Dalton nessa primeira dança foi apenas um suporte pra dançarina numa coreografia que nem foi muito elaborada. Tava fora do ritmo. Nota 3.

Lugui: O que dizer de Dalton que mal conheço mas já sinto vergonha pacas? O coitado deve ter ido pedir pra ser jurado do Masterchef mas errou de emissora e caiu no Dancing! A coreografia foi o básico do básico, o que foi adequado, pois não adianta elaborar muito se o candidato não dá conta. Só que Dalton fez somente o básico de uma forma mediana e completamente duro. Me ajuda a te ajudar, querido! Sua sobrevida no programa vai depender exclusivamente da professora conseguir disfarçar seus pontos fracos a cada ritmo. Nota: 5.

Luiz: Como que escolheram isso pra fechar a noite? Dalton mais um caso de vassoura dançando. Super duro, mas ainda assim apresentou uma reboladinha algumas vezes e não se atrapalhou uma vez se quer com os passos (apesar que ele ficou parado uma parte da dança). A coreografia foi super simples, ótima para apresentar o estilo, mas não significa ser fácil e pro Dalton foi bem difícil… Nota:6

Gostaram das primeiras apresentações? Deixem suas notas.

Semana que vem, estamos de volta com mais Dancing Brasil.

Anúncios

30 comentários em “Dancing Brasil – Estreia

  1. Boa tade Vitu, Luiz e Lugui, já começo dando os parabéns aos três pela apresentação do 1° dia do Dancing Brasil e pelos comentários sobre a dança e estilo que cada casal apresentou.
    Parabéns também ao Piloto por ter cedido o espaço no seu Blog, para que vocês possam comentar sobre esse espetáculo de programa apresentado por Xuxa na Record, estamos precisando de realities como esse, leve, bonito, honesto, onde se mostra e exalta o melhor do ser humano e a beleza através da dança.
    Adorei a estréia, achei tudo bonito, cenário, jurados, a abertura e de ver a Xuxa leve e feliz comandando e apresentando o reality. #TudiBom!
    Até o momento estou torcendo para seis casais que de primeira ganharam minha simpatia, e que são:
    – Bianca Rinaldi e Tutu, que dançaram direitinho, sem grandez deslizes e também proezas mas conseguiram me cativar;
    – Mayte Piragibe e Paulo, deslizaram delicadamente e elegantemente pelo palco e me fizeram me sentir bem. Lindos!
    – Fabiola Rabo de Arraia…rsrs e Bruno, não foram muito bem mas confesso que me divertiram pacas e já quero vê-los dançando de novo para minha diversão;
    – Jade Barbosa e Teo, assim como Sheila Mello e Marcelo dançaram bem mas confesso que esperava muito mais dessas duas duplas, vou ficar no aguardo;
    – Leo Miggiorin e Dani, ao meu ver foram os melhoras da noite, e únicos que conseguiram arrancarar meus aplausos, francos favoritos ao prêmio, mas vamos aguardar porque muita dança ainda vai rolar.
    Por fim, parabenizo mais uma vez o Piloto pelo espaço cedido e aos três lindos Vitu, Luis e Lugui por nos presentiar com essa idéia maravilhosa de compartilhar com o público que curte, os seus comentários sobre cada apresentação dos casais, dentro do show de intreterimento que será o Dancing Brasil.
    Beijos nos corações de todos e até a próxima apresentação.

    Curtido por 2 pessoas

    1. Andreaaaa, nossa amiga Andrea!!! Que bom q vc gostou… Esses casais q vc falou me chamaram muita atenção tbm. Só troco a Fabiola pela Juliana. Espero muito dela!

      O programa ficou bem legal, né? A gente tava precisando de um show desse!!! Beijoo ❤

      Curtir

  2. Gente, que abertura fantástica! Amei, fiquei simplesmente encantada! Show, Record! E sobre os casais, amo a Maytê e ela foi maravilhosa. E sem dúvida nenhuma o melhor par foi Leo e Dani. Esperando a próxima semana!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Ooooolha, eu gostei, mas tá muito nos moldes gringos.
    O que foram aqueles sambas? socorro! Pra quê usar uma dança que é NOSSA no formato gringo? Entendi foi nada.
    E as músicas horríveis, todas muito mal escolhidas. Pra mim samba é com música de samba, valsa com música de falsa e assim por diante. Odeio invencionices.
    De positivo, a objetividade dos jurados, coisa que falta na Dança dos famosos.

    Curtir

    1. Sim, a gente até comentou isso entre a gente, q tava muito no formato gringo. Acho legal até, mas acho mais legal ainda adaptarem ao nosso estilo. Vai ficar bonito e com a nossa cara! Semana q vem monta seu top pra gente

      Curtir

      1. SIIIIM!!! Como grande incentivados do formato internacional, eu amei que o samba foi assim, mas também senti MUITA falta de uma gafieira sendo adaptada no formato! Acho que nos próximos eles vão acabar colocando o ritmo pros outros participantes

        Curtir

  4. Pois eu adoro quando eles colocam músicas pop e conhecidas do grande público nas coreografia. Dá um agito no programa e fica mais divertido de acompanhar a dança

    meu top até agora:

    1 – SHEILA MELLO: amo, e se tiver uma próxima temporada já podemos esperar a Carvalho, né?
    2 – JULIANA SILVEIRA: floribella ❤ tomara q venha com uma apresentação mais alto astral segunda q vem
    3 – JADE: achei mto simples e comportada a apresentação dela, como a Fernanda Chama falou, mas achei bem bonito o figurino e o palco, e O QUE SÃO AS COXAS DESSA MULHER???
    4 – MIKA: Rebelde <3333 ele sabe dar várias piruetas, espero que use esse dom (?) nas próximas apresentações e impressione os jurados

    Continuem falando do Dancing aqui no blog, gente

    Curtido por 1 pessoa

    1. Em relação às músicas, concordo com vc! É muito melhor pra gente assistir, mas é bem difícil pra quem dança pq o público já sabe quais são as partes do climax e espera um passo surpreendente. Se o artista faz é ótimo, se não faz, o público dá uma broxada, né?

      Continua com a gente comentando, Junior ❤

      Curtir

  5. ah, esqueci de comentar que ❤ NICOLE BALHS ❤ teve q recusar o convite pra participar pq o programa dela no multishow vai passar as segundas á noite tb D= Imaginem os memes e gifs

    Curtir

  6. Ainda não assisti inteiro, então vou ler os comentários depois. Mas bom saber que tem um blog cobrindo… e melhor cobrindo o DWTS!!

    O que vi: precisa parar de colocar todos os ritmos em um programa só, queima muito as danças e vai ficar chato lá pro meio. Precisam proibir lifts também, ballroom não tem lift. E ensinar técnica, footwork, postura, pelos VTs não teve nem o básico do footwork do cha cha cha.

    Curtido por 1 pessoa

        1. AAAAAAAAAA alguém que me entende ❤ ❤ muito isso! Não pode lifts e teve lift O TEMPO TODO! Eu quis morrer de aflição. Precisa de footwork, postura, posicionamento dos pés e eu realmente espero que treinem isso nos famosos pra não ficar um programa de espetáculos e sim de dança.

          Curtir

  7. Oi gente! Que delícia, de post, e que delícia de Show. Adoro essas competições de dança, mas confesso que preciso MUITO me desapegar dessa coisa da Dança dos Famosos, mesmo ritmo, mesmo estilo de roupa, mesmo estilo de músicas, me me encontro aberta a esse novo formato.
    Outra coisa, tenho uma enorme dificuldade de entender os ritmos com essas músicas que não são óbvias e em várias apresentações eu fiquei “O que está acontecendo?”, mas de certa forma, alguns casais eu gostei bastante, mesmo sem entender.
    Hoje já tenho alguns preferidos, que não sei se vai permanecer durante a próxima, enfim…

    -Maytê e Paulo – adoro ela desde que a vi em uma novela das seis, acho que era Como uma Onda, achei o casal LINDO, tava parecendo Príncipe e Princesa de festa de 15 anos, os dois pareciam novinhos.
    -Juliana e Weskley – sim, Floribela merece SIM ser uma das minhas favoritas, embora eu esperasse muito mais da dança dela devido os ensaios, eu realmente não entendi aquela música. Não teve nem o panderinho na barriga, como pode ser samba sem o Pandeiro?
    -Guilherme e Alê – gostei dele, achei ele divertido, e amei a coreografia, o vestido dela estava lindo ❤
    -Sheila e Marcelo – cara, ela é a Sheila, sem mais.
    -Leo e Dani – Leo, te amooooo! Maravilhoso.

    Enfim, por enquanto é isso, espero me acostumar com o formato, ou vou ficar louca! kkkkkkkkkkkkk
    Outra observação, que povo bonito! Tanto os coreógrafos, quanto as coreógrafas, com um destaque para as Professoras do Tony e do MC Gui, que eu achei lindas demais.

    Curtido por 1 pessoa

      1. ah eu gosto do formato da DDF, pois eles começam com ritmos mais silpes e vão evoluindo pros mais complexos, tanto que terminam com tanto, paso doble, samba.
        Acho injusto misturar as danças, porque quem pega as mais fáceis leva vantagem (apesar de que leonardo migiorin dançou tango de primeira e mandou bem, mas enfim).
        Eu sempre fui reticente em relação ao DWTS justamente por causa da mistureba de ritmos

        Curtir

        1. Gosto de jurado fixo, eles sempre tem uma visão melhor do que aqueles semanais. Uma sugestão minha, no fim do post, como são muitos casais e o post fica grande, coloca o ranking das notas dos meninos, adoro rankings.

          Curtir

        1. O trio fixo é sensacional porque acompanha a evolução deles desde o começo do programa. E a mistura dos estilos é ótimo porque sai da mesmice da Dança dos Famosos. O Dancing Brasil é quase tudo que eu pedi a Deus

          Curtir

  8. Bom, achei a competição senssacional. que produção hein.. abertura, estudio (alias que estrutura foi aquela? a xuxa tem que agradecer por a direção da Record ter oferecido o formato e aquele estudio de nivel internacional que superou o da globo). e sobre a dança vou destacar o Léo e Dani que detonaram na estreia, e que professora essa Dani hein.. competente e linda!

    Curtido por 2 pessoas

    1. Que de fato a produção é (quase) suntuosa é fato. Copiaram bem a estrutura da versão americana. Agora tá longe de ser sensacional. Foi, no máximo, correto. Já a Xuxa, uma das poucas estrelas brasileiras uma das poucas estrelas brasileiras conhecidas internacionalmente, e que levava as pessoas a loucura em estádios lotados, é um certo mico estar ali. Ter um programa com o próprio nome e depois apresentar uma gincana, é mó flop. Apresenta bem, mas ali poderia ser substituída por qualquer pessoa.

      Curtir

  9. Temos que bater palmas pra Rodrigo Carelli pois esse sabe bem como copiar as coisas. Uma pena no entanto é que só cenário fiel e gigante não garantem sucesso de uma franchise no Brasil. Como algum dos colunistas disse, a música abafada precisa de melhoras. Aliás, no quesito música, tudo precisa melhorar. O mais imperdoável é um programa de dança de salão não ter uma banda ao vivo! Como assim? Demite a Xuxa e paga uma banda, pô! E podem até dizer: “aaaah, mas no gringo tocam música de CD também”. Tocam sim… só que remasterizam e adaptam pra relevância da dança. Sem contar que, por mais que toquem algo pop pra uma valsa, a música sempre tem um arcode que remete ao estilo dançado. Nesse quesito, a Record precisa urgentemente de um produtor musical com noção. Outra coisa que precisa ser feita com urgência: trabalho de câmera… tem uns foras terríveis! O foco é sempre na estrela e nunca no dançarino profissional. Terminar um número com a câmera focando no dançarino profissional ao invés da estrela, é a mesma coisa que aplaudir a figurinista pela apresentação da Xuxa. Sempre é a estrela que puxa a história contada pela dança, e nunca o(a) professor(a). Os jurados sofrem de uma falta crônica de personalidade. A tal Fernanda, com seu jeito afetado estilo “uma traveca mora dentro de mim”, até tem um resquício de personalidade. Prova foi quando chamou na chincha aquele dançarino sem noção que teve a capacidade de colocar uma JAULA no meio do número quando sua parceira já estava cheia de penas! Sutileza 0. E o pior é que a tal jaula escondeu todo o final da dança! Hahahah. Aliás, vários dos números eram caricatos e isso tem que parar. Isso é coisa de cópia mal feita: devem ter pensado “ai, no original tem elementos cênicos também! vamos colocar na versão Record!” Mas que adiante colocar, se não funciona? Um dos jurados, talvez a própria Fernanda, disse que a ênfase tem que ser sempre na dança e não na representação. Impossível não concordar. E ainda sobre os jurados: nota 9, NOVE!, numa estreia? AUHEHAUeuaEHAUHEhuaHEAUHEuAEHuaHEUAEhuaEhu! Eles parecem que estão com medo de mandarem a real, ou são sem noção mesmo. Nunca assisti o do Faustão porque achava que aquelas notas estilo escola de samba (9.1, 9.3, 9.5) eram uma forçada de barra tremenda. Teve gente que venceu o do Faustão sem nunca ter aprendido técnica de footwork e a piada foi da cara de quem achou que estava mandando muito. Mas fazer o que, né? É o que tinha pra galera do Faustão! Mas tenham em mente que: quando o colunista Luiz, que nem dançarino profissional é, dá notas muito mais realistas e coerentes do que os jurados contratados, você sabe que vai haver muita palhaçada na tela. Falando em palhaçada, avisem o Leonardo Miggiorin que estamos mandando um “seje menas” pra ele. Não entregaram estátua de Oscar pra ele. Quero ver ser sútil nas outras dança. Ser intenso no tango é fácil, quero ver ser pé de valsa. Fora que detesto performer careteiro. Se tudo for justo, já prevejo Maytê finalista. Mas depois de ver como esses teens estragam competições com votação popular, nada me surpreenderá. Graças a Deus o DWTS brasileiro leva a nota dos jurados em conta! Agora falemos de Xuxa… que mulher linda. Já nos 50 rumo a 60 ainda gata. Mas que mico estar ali servindo de leitora de teleprompter. Mais mico é a solução encontrada por Carelli pra deixa-la mais evidente no programa: entra desfilando no final dos números, ahahahahhahaha, e faz também papel de locutora “dançando bolero, fulano e fulana”. AUEHAUEHUAHEUAHEUAHEUHAE. O canastrão Sergio Marone não vale nem comentar. Depois do mico da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, ele deveria viver ajoelhado agradecendo a Deus que ele ainda consegue que alguém o leve a sério.

    P.S.- o meu PS vai pro colunista Lugui que deveria claramente ser contratado pelo Carelli pra escrever falas para os jurados. “Se ela não aguenta, eu também não sou obrigado”, foi super certeiro. Mas o melhor do recap foi: “Apresentação tão envolvente quanto um programa apresentado pela Daniela Albuquerque. Foi bem meio pombo e esquecível!” UHAEHUAEHUAUHEUHAHUE POMBO!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s