Dancing Brasil #Final

Acabou!!! A primeira temporada do Dancing Brasil chegou ao fim ontem e com 42.53%, Maytê quase desmaiou ao ver seu nome no envelope do vencedor. Jadão ficou com 41.9% e Leo com 15. 57%. Sim, deu Patê, que teve a pior soma das notas dadas pelos jurados na grande final.

Captura de Tela 2017-06-28 às 05.23.59

O programa começou com uma vibe andando pelos corredores com toda a equipe do Dancing, mas de uma forma bem melhor produzida do que aquele programa da Daniela Albuquerque. Inclusive, a Sônia Abrão comentou que foi uma cópia descarada do programa da RedeTV! Rimos muito… Nosso fiscal do lift, @luizcmorais, comentou no Twitter e olha que apareceu:

Captura de Tela 2017-06-27 às 19.29.18

Eu, @paypervitu, ADOREI o momento remember com os participantes descendo a escada ao som da música tema do programa, “Dance with Somebody”, interpretada pela maravilhosa Thalita Pertuzatti.

A apresentação do novo elenco trocando de lugar com o da primeira temporada achei sensacional também! Fui direto pros tempos de Xou da Xuxa/Xuxa Park quando tinha troca de paquita. Marlene fazia uma papagaiada maravilhosa!

Rimos muito também que a Xuxa errou a ordem de chamada dos novatos e ficou aquele “opa! Deixa que eu deixo”. Fodeu com a surpresa toda dos participantes hahahahha ai, foi ótimo!

Enfim, anunciada a vitória de Paulo Victor, quer dizer, Maytê, Xuxa teve que implorar pra estrela receber o troféu. Agora, aliás, Xuxa entendeu o que a Claudia sentiu ao entregar a etiqueta pra ele e ouvir um senta lá!

Bora pras danças dessa noite que é o que fazemos de melhor aqui. Vem, @luguicosta! Vem, @luizcmorais! Meus patês… ❤

Ritmo que eles tiveram a menor pontuação durante o programa

Maytê e Paulo Victor (Salsa)

Captura de Tela 2017-06-28 às 05.09.21

Vitu: Gostei da coreografia, mas não achei a execução tão boa. Parecia que a Maytê não estava tão entregue à dança, por isso algumas terminações foram mal acabadas. Em alguns momentos da coreografia – da metade pro final – parecia que ela tinha se perdido e alguns passos ficaram sem conexão. Teve um probleminha na pegada também que ficou bem evidente. Em relação à primeira Salsa dançada pelo casal, houve melhora em muitos aspectos, mas um especificamente ainda deixou a desejar: qualidade no acabamento. Nota 8

Lugui: A salsa é meu ritmo rápido favorito mas nenhuma apresentação do ritmo havia me marcado. Até agora. Pois casal Patê abriu a noite se jogando em mais uma ótima apresentação coreografada pelo melhor professor do programa, que já chegou esfregando seu Descamisado Card na nossa cara e que, apesar de ter um problema em um dos lifts, conseguiu resolver bem, sem comprometer a dança.

Já Maytê estava se divertindo bastante e melhorou muito sua execução e sua confiança desse sua primeira salsa, só faltou o cabelo solto pra bater cabelo na cara dos haters. Gostei bastante e casal Patê mostrou suas principais habilidades: consistência e entrosamento. Nota 10

Luiz: Eu revi a primeira Salsa da Mayte e foram estilos diferentes. A primeira foi mais urbana, música mais atual, mas muito impactante e precisa. Deixamos de comentar aquela semana pra falar só da final do BBB e eu teria dado uma boa nota àquela dança.

Nessa reta final, onde eles já aprenderam todos dos ritmos, esperamos bastante de técnica, coreografia e dificuldade. Nessa segunda apresentação, a salsa já foi mais clássica, teve uma música da rainha da Salsa, Célia Cruz (que foi dançada na S19 do DWTS). A dança começou forte, mas se perdeu ao longo do caminho, perdeu a intensidade. O movimento no quadril foi diminuindo e a Maytê dependeu muito do Paulo. Foi bem feita, mas poderia ter tido acabamentos melhores porque numa final forte assim, todo detalhe é importante. Nota 8

Leo e Dani (Salsa)

Leo salsa

Vitu: Coreografia do jeito que o Leo gosta: bem exagerada. Nas horas em que eles dançam separados, tudo ótimo, passos sincronizados, uma beleza. Mas quando junta no padedê desanda. Teve erro de pegada. Dani arriscou e colocou muitos elementos coreográficos difíceis, mas não adianta arriscar e fazer mal, tem que fazer bem e não foi o caso. Em alguns movimentos, eles poderiam ter caído e se machucado feio. Ainda bem que não aconteceu e só ficou feio mesmo (a qualidade de execução em alguns passos). E aquela mão na peitola de Dani no final, quase amassou tudo. Nota 8

Lugui: Independente de quem ganhar o programa, os vitoriosos somos nós e a Dani de Lova, porque sobrevivemos ao Léo por 3 meses. A expressão dele transmite total desespero pra aparecer e isso não me permite me envolver com as apresentações dele. Quando Léo dançou com a Dani, apareceram vários problemas de acabamento e ligação dos movimentos e nos lifts, mas quando dançou sozinho ele foi bem.

Talvez o parceiro ideal pro Léo seja seu próprio ego. De maneira geral, a coreografia foi boa, só que foi com o Léo. Como já é marca registrada do casal, tudo terminou em strip-tease. Daqui a pouco ele não consegue mais vaga em elenco de novela bíblica e passa a integrar casting de filme pornô. Nota 8

Luiz: A primeira Salsa do Léo poderia entrar pro America’s Next Top Model de tanto que eles desfilaram. Não seria muito difícil fazer melhor do que aquilo…

Nessa semana, a Salsa finalmente teve conteúdo de Salsa, foi característico. O quadril do Léo foi ótimo em alguns momentos, mas faltou em outros. Os saltos, truques ou lifts, como queiram chamar, já não foram tão bons, teve desequilibro, erro na pegada, falta de altura e velocidade demais pra técnica de menos, foi tanto que ficou perigoso. Depois disso foi muita enrolação. Terminamos a dança com Léo semi-descamisado e apalpando Dani, o que não faz muita diferença na vida de ambos… Nota 8

Jade e Teo (Tango)

Jade tango

Vitu: É tão bom poder comparar uma dança do início e outra do final sendo as duas do mesmo ritmo. É nítida a evolução da Jade (e do Teo), mas muito. O alongamento que essa mulher ganhou é fora de série. Eles corrigiram todos os erros técnicos numa coreografia muito bem executada, limpa, com o cambrê correto pro Tango. O drama que a dança pede esteve presente do início ao fim, qualidade de movimentos muito boa, sem o erro de terminar a coreografia e continuar a dança como na primeira vez, precisão nos passos, movimento de pernas muito bom, justificando o porquê de ter chegado na final. Nota 10

Lugui: Laurie Hernandez ligou pedindo de volta à coreografia dela. Um kibe desses a uma altura dessas, bicho. Apesar de tudo, Jade mostrou porque é a participante que mais evoluiu no programa e fez parecer que a Jade que dançou tango pela primeira vez era uma outra pessoa, diferente da que dançou hoje.

Téo também progrediu bastante e ele precisa agradecer à troca de casais, que deu jogou uma dose de realidade (também conhecida como Paulo Victor) na cara dele e fez ele acordar. A coreografia foi ótima e muito bem executada. Talvez por ser inspirada no musical Chicago, teria sido ainda melhor com uma expressividade maior da Jade (Tânia mandou beijos), mas ela fez ao seu modo e gostei bastante. Nota 10

Luiz: Depois de um tango deprimente que eles fizeram, mais que obrigação saírem pisando com essa apresentação. Refaço até meu comentário: Olho o nome Jade, vejo um tango (argentino) separado pra ela com Cellblock Tango e já imagino que seja uma puta apresentação.

Poderia ter me impactado mais, porém eu já vi esse mesmo conceito e muitas partes dessa coreografia sendo feitas por outra ginasta no DWTS… (pode procurar por Laurie and Val Argentine Tango). Deixando isso de lado, pudemos ver como foi gritante a evolução da Jade de uma apresentação pra outra. Ela evoluiu, ficou mais fluida, mais natural, se tornou de fato uma dançarina. Em alguns momentos eu percebi que o movimento poderia ter tido uma extensão e finalização melhor, mas seria carrasco demais tirar ponto por isso? Talvez… Nota 9 (por isso e pela falta de originalidade)

Ritmo inédito

Leo e Dani (Charleston)

Leo charleston

Vitu: Quando o Leo começou falando eu já achei que ia ser mais uma vergonha alheia. Me enganei. Foi uma apresentação muito boa. O Charleston é uma dança que evidencia muito mais a mulher e eles conseguiram fazer um número onde o Leo fosse o destaque a dança inteira. E foi bem executado. Teve um exagero do Leo em alguns passos, mas nada que prejudicasse o desempenho e esteja errado. Nota 10

Lugui: Uma das poucas danças do Léo que gostei foi seu Jazz Musical inspirado no Aladdin. Esse Charleston foi no mesmo nível e parece que Léo só chegou até aqui para fazer essa dança. A expressão dessa vez foi na medida, a sincronia com os demais bailarinos e a execução foram perfeitas e a coreografia da Dani foi ótima.

Isso mostra que o erro do Léo ao longo da competição foi o uso de recursos (leia-se personagens chatos e striptease) ruins, que fizeram dele simplesmente um Richarlyson que sabia dançar. Inclusive meu sonho ver Léo dançando como Fera pós atropelamento. Enfim, achei agradável de assistir e até achei que tinha gostado do Léo sendo finalista. Nota 10

Luiz: Imagina Chocolate com Pimenta, acrescenta Jive, teatralidade e saltos bem executados. Temos um Charleston. Pela música, o do Léo se tornou quase parte de um espetáculo, com todo um contexto.

O exagero do Léo foi perfeito pra essa dança, que ultrapassava os limites do comum. A atmosfera crida foi de show, a trupe ambientou a pista, mas ela foi dominada pelo Léo, que até sobressaiu a Dani. Coreografia boa, ágil e bem pensada pra favorecer o Léo e permitir que ele liberasse a Liza Minelli incubada nele. E uma menção honrosa a cantora que tem um alcance e afinação incrível. Parabéns. Nota 10

Jade e Teo (Charleston)

Jade charleston

Vitu: Uma coreografia mais curta, mais a dois, difícil tecnicamente e bem executada. Teve um erro de sincronia em um dos passos em que as pernas da Jade e do Teo não levantaram ao mesmo tempo, então deu uma diferença e precisava limpar um pouco mais para poder ficar perfeito. Senti falta também de mais bailarinos no palco junto com os dois, mas era um elemento só para ficar mais bonito de ver. Nota 9

Lugui: Totalmente na contramão do Léo, Jadão fez uma apresentação menos megalomaníaca e se restringiu a dançar com seu parceiro, mas ainda assim foi uma excelente apresentação. Jade foi assertiva nos passos característicos do ritmo e ela conseguiu contar com o Téo uma historinha, mostrando a sintonia do casal (verdadeiro) do programa.

Se essa química tivesse aflorado ainda no início da competição, as caprichetes teriam colocado essa dupla como favorita do programa. Mas tinha um Patê no meio do caminho e Patê é Patê, não é mesmo? Foi um prazer descobrir nesse programa uma Jade leve e que não tem cara de choro. Nota 10

Luiz: Se o Jive na semana passada foi bom, esse Charleston chega cheio de expectativa pra gente.

Diferente da dança do Léo, o Charleston da Jade teve proporções menores, mas ela compensou na execução dos passos. Completa sincronia com o Teo, uns possíveis equívocos em pouquíssimos momentos, mas nada que tirasse a animação da dança. Não contou uma história, mas sim duas pessoas curtindo dançarem e se apresentarem juntas. É uma boa assinatura pro portfólio deles. Nota 10

Maytê e Paulo (Charleston)

Mayte charleston

Vitu: Gostei da simplicidade e da delicadeza da coreografia. Apesar de ser um ritmo acelerado, a Maytê levou bem até o final. O casal perdeu a sincronia algumas vezes e teve um errinho coreográfico. Amei o giro que a Maytê deu no braço do Paulo, quase em câmera lenta, mas no geral a coreografia poderia ter sido bem mais acelerada, a música pedia isso. Nota 8

Lugui: Depois de 2 apresentações de Charleston cravadas, a responsabilidade aumentou pra Maytê, que enfrentou novamente um ritmo mais acelerado. A coreografia do Paulo Victor, redundantemente, foi ótima, mas a execução não foi tão perfeita. Os passos de Charleston realmente estavam lá, mas faltou um pouquinho de qualidade no acabamento e sincronia entre o casal.

Patê sustentou no carão e na diversão, meio que como no Jive de Pintinho Amarelinho lá na Xuxa Week e fizeram uma boa apresentação, só não foi tão boa quanto as demais. Talvez o excesso de coreografias a serem apresentadas nessa final fez com que o charleston tivesse ficado em segundo plano pra dupla. Nota 9

Luiz: Eu nunca tinha visto um Charleston praiano e nem um lift slow motion (esse segundo, eu tô em duvida) e me agradaram muito. Amém Paulo Victor e sua criatividade.

A dança começou ótima! Ágil, movimentos grandes, longos, divertidos, animados e a apresentação seguiu assim até a metade, dava até gosto de ver. Aí entraram outras pessoas e chapéus, a Maytê ficou sozinha, teve que acompanhar a dança dos outros, se perdeu e embananou tudo. Chega bateu uma tristeza no final da dança. Se sabem que ela não rende assim, por que fizeram??? Nota 9

Ritmo preferido das estrelas

Jade e Teo (Cha Cha Cha)

jade cha cha

Vitu: Totalmente correta a coreografia. Com os passos bem marcados, precisos, com alongamento e qualidade de movimentos bem feitos, as terminações e finalizações dentro do que se espera. O Teo podia ter ousado mais na coreografia, mas dentro do proposto e do que foi feito, não teve nenhum erro técnico. Nota 10

Lugui: Jade veio com cha cha cha pra homenagear sua nota 30 com o Téo, mas ela ter homenageado sua nota máxima com Paulo, que foi sua melhor performance no programa. Achei uma escolha muito pouco ousada pra uma última apresentação e que não assinou a marca da Jade que são os saltos e a evolução.

Teve música kibada do cha cha cha da Normani, teve pouca precisão em alguns passos, teve beijo pra carimbar que são o casal real do programa, só não teve descamisado card porque o Téo não tá podendo.  Mas ok, a produção shippa o casal mais do que eu shippo Patê e ele não precisa disso pra tentar agradar. No final das contas, esqueci essa dança em menos de 5 segundos. Nota 9

Luiz: De todos os Cha Cha Chas do programa, esse foi o mais característico. Muita agilidade nas pernas, braços alongados, new-Yorkers, e bastante conexão entre eles. Mas nada de excepcional que me faça gritar de alegria. Foi bom, mas bom correto demais. Certinho. Nota 9

Maytê e Paulo (Tango)

mayte tango

Vitu: ESSA é a Maytê que eu gosto de ver e queria ter visto em todos os ritmos, principalmente nessa reta final. Com qualidade, com disciplina, com excelentes terminações, finalizações, com movimentos precisos de mãos, braços e pernas . Uma coreografia linda, com drama. Os aéreos que ela parece andar no ar é de uma excelência, suave e bonito de se ver. Nota 10

Lugui: Um tango é um tango e ainda não havia superado que Patê não ganhou nota máxima com o tango da terceira semana. Isso foi uma apresentação vencedora , com emoção, com história, precisão, técnica, rosa brega na boca, semi-beijo Patê, piano e a porra toda. Até parei de votar pra berrar dentro da minha própria residência. Essa apresentação foi o resumo do que Maytê fez de melhor no programa e encerrou a ótima trajetória dela.

Chorem haters, temos o melhor professor do programa e a melhor participante. Durmam com essa enquanto assisto essa apresentação em looping aqui. Daqui pra frente não aceito um tango menor do que isso no Dancing Brasil e já estou com saudades de ver Patê na minha tv. Nota 10

Luiz: EU PASSEI A NOITE INTEIRA ESPERANDO PRA VER UMA DANÇA DESSAS! MEUS AMIGOS, QUE TANGOZÃO!

Eu fico maravilhado com a sutileza dos detalhes da Maytê. Observem as mãos e os dedos delas. Eles sempre dançam, ela não esquece as menores partes do corpo. Esse tango foi pra coroar as boas apresentações. Depois de duas fora do elemento dela, esse tango foi exepcional. A rosa na boca foi clichê, mas fez um ótimo elemento cênico depois que ela jogou na câmera. Lifts incríveis e o último muito difícil de fazer, chutes e ganchos excelentes. Alô participantes da próxima temporada, estudem por esse tango! Nota 10

Leo e Dani (Tango)

Leo tango

Vitu: Os ritmos mais lentos prejudicam um pouco o Leo. Ele tem muito molejo pra uma dança como o Tango, que exige mais precisão e movimentos mais contidos. Em muitos passos desse ritmo ele teve um semimovimento. Não foi até o final de todos os passos. Tango é uma dança mais de pernas e faltou um pouco mais de precisão e dança mesmo.

Achei muito arriscado também dançar com os olhos vendados, numa referência ao filme Perfume de Mulher, talvez! O primeiro Tango do Leo foi melhor do que esse – que foi bailado ao som de I Have Nothing, uma das minhas músicas da vida. Nota 8

Lugui: Sério mesmo? Exausto e a única coisa boa foi quando acabou e me livrei completamente do Léo. A música não combina com o ritmo, que não combinava com o que Léo tentou fazer. Ele usou uma venda mais desnecessária que a bandeira do Brasil do samba.

Não tinha história pra usar aquela venda, que só tava ali pra tentar fazer um espetáculo. Esse show flopou mais que o X Factor Brasil porque Léo fez um tango bem meia boca, sem a técnica necessária e que não impressionou. Um grande erro. Não foi teatral nem dramático, apenas intenso. Intensamente chato. Posso desver ou será que Léo me empresta  essa venda pra colocar todas as vezes que ele aparecer na minha TV. Nota 8

Luiz: Podemos ver que Leo copiou Maytê nos ritmos porque ela sempre dançou antes dele. Isso é recalque porque ela tem o Paulo, o melhor, e ele não.

A venda é algo que conhecido por mim, então não me surpreendeu. Me surpreendeu a sincronia deles com o Léo de venda, o que poderia ter dado super errado, mas eles seguraram. Depois disso, eu senti falta de mais tango, mais ganchos, chutes. Tinham uma música ótima pra explorar, com várias crescentes e não utilizaram dela pra explodir. Ficaram na zona de conforto, o teatro. Nota 8

Considerações

Vitu: Todo mundo sabe que eu torci pra Jade ser a campeã. Achei que foi a que mais se desenvolveu durante o programa e a final comprovou isso. Ela foi bem nas três coreografias da noite e hoje em dia pode-se dizer que Jadão dança. Os três finalistas mereceram chegar à final, cada um por seu motivo, mas devido à evolução, o crescimento e o resultado final, continuo achando que não teria campeão melhor do que ela pra essa primeira temporada.

Não que eu tenha achado injusto o resultado, mas a meu ver, Maytê não merecia o primeiro lugar porque em determinada parte do programa, ela parou de evoluir. Os mesmos erros que ela teve no começo duraram até ontem. Até o Paulo Victor, que pra mim foi o melhor professor da temporada, não conseguiu extrair mais dela. Aliás, acho que 80% da vitória da Maytê se deve a ele.

Já o Leo Miggiorin foi muito bem em alguns ritmos e muito presepeiro em outros. Na final, foi muito bem em um e mais ou menos nos outros dois. Muito inconstante e ainda cometendo graves erros técnicos. Portanto, a meu ver, não havia outro campeão melhor senão a Jade. Minha campeã.

Captura de Tela 2017-06-28 às 05.17.47

Lugui: Confesso que tanto na abertura estilo Sensacional da Dani Albuquerque quanto no enceramento, me deu felicidade de ver o quanto foi positivo o saldo desse programa. Fez divertir, fez torcer, criticar, trouxe Xuxa como não se via há tempos e fez ver que a Dança dos Famosos é bem lixosa. No meio de todo esse entretenimento, ganhou quem mais entreteu, ganhou a Maytê.

Essa era uma disputa de dança e de carisma. Pra vencer, precisava dançar bem pra não ir pra zona de risco e precisava trazer o público pra si, pois é ele quem decide no final. Maytê fez isso com maestria, foi uma bailarina bastante consistente e que jogou pro público, seja com diversão, com showmance ou com polêmica. Claro, teve uma grande estrela ao seu lado, o Paulo Victor, que merece toda a glória por ter tornado Maytê o que ela foi. Só tenho a dizer parabéns e VAI PATEEEEEEEE.

Captura de Tela 2017-06-28 às 05.18.26

Luiz: Morri de gritar com vitória da menina Maytê. Alfinetou horrores, afrontosa mesmo e tamo aqui pra agradar ninguém. Dançou muito bem ao logo da temporada e foi merecedora demais!

Tô muito orgulhoso da primeira temporada da adaptação da Record do formato pro Brasil, sendo muito fiel. Há muito que melhorar, mas isso vem com o tempo e eu vejo uma vida longa pela frente ao Dancing Brasil! Ótimos professores, famosos querendo participar e um conteúdo incrível. Que venha a segunda temporada que estaremos aqui pra comentar mais!

Captura de Tela 2017-06-28 às 05.20.59

Que venha o Dancing Brasil 2a temporada!

Nesse intervalo entre uma temporada e outra, a gente não vai parar de blogar. Ainda vamos listar os melhores momentos, falar sobre o novo elenco, impressões, o que precisa melhorar etc… Eu adorei a franquia do Dancing With the Stars ter vindo pro Brasil e ser realizada de uma forma com tanta qualidade. Super bem produzida, no tom certo, com uma Xuxa diva e uma ótima direção. Ainda precisa melhorar os técnicos, quero uma galera profissional dançando e coreografando muito bem.

Captura de Tela 2017-06-28 às 05.16.36

Muito obrigado a vocês que comentaram com a gente, concordaram, discordaram, criticaram… Esperamos todo mundo aqui no Dancing Brasil T2, que estreia já, já! No dia 24 de julho.

Beijinho, beijinho. Tchau, tchau!

Captura de Tela 2017-06-28 às 19.58.44

Anúncios

42 comentários em “Dancing Brasil #Final

  1. Já quero uma post de vcs, antes do 2 começar, falando o que esperam de cada participante.

    Só que que minha torcida já é da musa Alinão Rosa.

    E não sei o que a ex-dançarina do Faustão tá fazendo lá como participante (ex dançarinas do Faustão eram técnicas na primeira ed).

    Curtido por 2 pessoas

    1. Thiago, fique tranquilo que faremos esse post. Só adianto que também mal posso esperar pela Alinne na próxima temporada! Eu tinha listado o nome dela entre alguns que queria no Dancing e quase morri quando foi anunciada. Amo a personalidade exagerada! #GoAlinne

      Curtir

      1. Opa que bacana que terá esse post.

        HahaHá tô morrendo que vi agora que escrevi tudo errado no primeiro post Hahaha

        Então. Sou apaixonado pela personalidade dessa baiana. Consegui me tornar fã dela sem consumir a música dela. Espero que, junto com a dança, venha a tão sonhada capa de primavera da Playboy com ela.

        Curtir

  2. Como eu nunca assisti Sensacional e nem tenho interesse, o número de abertura me lembrou mais a abertura da grande final do Strictly Come Dancing 2015, com os técnicos dançando pelos corredores, camarins, e até na sala de controle da edição, e interagindo com os competidores eliminados, equipe, apresentadores, e jurados, antes de chegarem ao palco.

    AMEI todas as três danças de Paytê nessa final. A Salsa e o Argentine Tango foram de encher os olhos, e o Charleston não fica atrás. Tá legal que a Salsa não foi tecnicamente perfeita mas foi divertida e sensual como uma Salsa deve ser (qualquer dança que tem o Paulo Victor descamisado ou pelo menos com o torso à mostra já leva um selo de aprovação meu), e o Argentine Tango foi absolutamente perfeito, tradicional e criativo em doses iguais, aquele tipo de dança que faria o Len Goodman sorrir e mostrar a plaquinha de 10. Há de se notar que partes da coreografia do AT são bem parecidas com a do AT que Derek Hough coreografou pra Jennifer Grey na 11ª temporada da versão americana, mas ao contrário do Téo (que chupinhou completamente o AT de Laurie & Val pra Jade), o Paulo Victor se empenhou em colocar elementos novos na coreografia, como o passo das pernas de bicicleta, a interação com o cenário, e a rosa, para que a dança pudesse se distinguir de forma memorável.

    Pra ser honesta, nem prestei atenção nas danças da Jade e do Léo (bem, no Cha Cha da Jade eu prestei atenção). Eu não teria me importado de ver a Jade ganhar, já que ela era minha favorita no começo da temporada e a evolução dela foi mais que apreciada, mas os fãs dela ficaram arrogantes e insuportáveis, bem como os da Normani quando ela ficou em terceiro no DWTS. Já o Léo… É, dá pra ver porque ele ficou com apenas 15% dos votos.

    Gostei das coisinhas extras que a produção acrescentou, como as montagens da retrospectiva (que foi bem mais intensa do que eu esperava) e das parcerias dos casais (ver o Paulo Victor à beira das lágrimas fez coisas com meu coração) e a recriação do número de abertura no palco.

    Não vi o anúncio do elenco da segunda temporada, mas parece promissor (principalmente porque a internet me fez pegar birra da Gretchen e eu estava com medo dela aparecer nesse elenco, mas felizmente isso não aconteceu e eu posso respirar aliviada). Curiosidade: dois anos atrás fui ao Brasil Game Show em São Paulo, e o Yudi estava por lá como convidado do estande do PlayStation, então cheguei bem perto de conhecê-lo pessoalmente.

    Finalmente… Meus amigos, quando Paytê foram declarados campeões, as lágrimas de alegria rolaram soltas no meu rosto. Já estava me preparando mentalmente pra vitória da Jade, então ver a Maytê caindo de joelhos com o que estava no envelope, assim como toda a comemoração que veio depois, me fez transbordar de felicidade e orgulho, bem como eu reagi quando Rashad & Emma foram declarados campeões do DWTS a pouco mais de um mês. Ainda é difícil de acreditar que em tão pouco tempo, não só prestigiei uma das minhas técnicas favoritas do DWTS se consagrar como campeã e detentora de um MBT, como também me apaixonei perdidamente pelo Paulo Victor e tive a chance de vê-lo fazer jus ao nome do meio e sair vitorioso também. Abençoado seja Paulo Victor Souza! Já quero ele como técnico no DWTS 25!

    Curtir

    1. E sobre essa história toda da Maytê, vou simplesmente copiar e colar algo que já escrevi no meu Tumblr em defesa dela:

      Qual o problema se ela é sincerona e não tem filtro? Eu mesma me identifico com isso. Algumas vezes não penso direito antes de falar, e acabo falando de modo que me faz parecer rude ou insensível, mesmo esta não sendo a intenção. Isso é um defeito que eu tento ao máximo controlar, mas que às vezes escapa do meu controle. Mesma coisa com a Maytê. Ela não tem filtro ao falar o que pensa, mas ainda assim é uma pessoa de bom coração; ela já disse, quinhentas vezes, que investiria o prêmio em dinheiro no futuro da Violeta, e já negociou com o Paulo Victor pra ele ficar com uma parte da grana também.

      E além disso… a Maytê teve coragem de dizer o que nem Meryl Davis, nem Janel Parrish admitiram sobre suas jornadas showmanceadas no programa: que não tinha romance nenhum entre ela e o Paulo Victor, e que o público não devia confundir ficção com realidade. E a Maytê é quem conhece melhor a própria vida pessoal, então se ela diz que não houva nada além de amizade/parceria entre ela e o Paulo Victor, é porque não houve, e a Xuxa não tem direito de ficar procurando cabelo em ovo desse jeito.

      Curtir

  3. Só querida dizer, antes de qualquer comentário, que quem morreu as 11 da manhã, já está mais que gelado…

    Confesso que eu fico admirado como que vocês conseguem ver TV, se plugarem no que acontece na internet, ver as memes, snaps, twitter, blogs, tumblrs, enfim… ver tudo o mais que tem que conferir, e ainda trabalhar, estudar, e mesmo assim conseguir tempo pra assistir programa da Daniela Albuquerque!!!!
    Eu tive que jogar no Google pra descobrir que ela tem um programa na TV que se chama SENSACIONAL! AHHAHAHAHAHA! A única coisa sensacional era a época que eu ficava no consultório sem ter o que fazer, e quase toda semana tinha uma pérola dessa mulher falando português errado, contanto história de ET, etc no youtube. Saudades daquela época. Daí ela sumiu, falaram que engravidou, achei que ela tinha usado a maternidade pra fazer o favor de sumir da TV, mas ainda está aí, nos vãos da RedeTV. Agora vcs tem que explicar sobre essa história de que o começo da final copiou o programa dela. Tem dança? Depois que explicarem, imploro pra que vcs corram fazer upgrade no pacote de TV a cabo de vcs, pois merecem melhores alternativas quando “Sensacional” estiver no ar.

    Sobre a abertura de Dancing em si, adorei ver o Carelli dando as caras e queria aplaudi-lo por fazer a Record ter sobrevida. E ainda sobre a abertura: o tanto que Vitu se mostrou fã de Xuxa me impressionou. E não deve ter mais que 25 anos? Eu que era ainda meio criança na época de Xuxa Park não lembro das coisas que ele lembra! Como que ele pode lembrar de como acontecia as trocas de paquitas? AEUAHUEUHAE.

    Vou falar das coisas que me chamaram atenção no recap:

    Vitu classificou certinho: “anunciada a vitória de Paulo Victor”. Melhor definição sobre o resultado. Comento mais depois.

    Pra não perder o costume, vou falar das pérolas Luguiescas da semana:

    “Talvez o parceiro ideal pro Léo seja seu próprio ego.”
    – Sim… mas ele se desequilibraria com o peso e tamanho desse monstro.

    “Posso desver ou será que Léo me empresta essa venda pra colocar todas as vezes que ele aparecer na minha TV?”
    – Seria muito conveniente. Mas é melhor ver do que ser cego!

    Apesar de tudo, confesso que o Leo foi bem no Charleston. Me enganou bem.

    E vou eleger a pérola luguiesca da temporada:
    “Pra mim ela não dança nem atua, ela vive um alter ego de uma diva que ela pensa ser ela.”
    – Impecável esse comentário.

    No entanto, Lugui dando 10 pra Mayté foi de maYtar! A primeira dança dela foi péssima.

    Enfim, minha opinião mesmo sobre a final:

    Aceitaria de boa a vitória de Maytê se ela tivesse de fato dançado muito bem. Não dançou. Aliás, teve momentos que me perguntei se ela tem mesmo 30 ou 50 anos. Sempre lerda, sempre cansada, etc. O que o Vitu descreveu, foi exatamente o que eu pensei: chegou uma hora que a ela estagnou e ficou naquele nível trevas. Teve horas, nessas últimas duas semanas, que ela chegou a “derrubar” o Paulo. O Paulo! Ela é aquele tipinho de gente que ao invés de responder críticas com trabalho, ela responde com escárnio. Podre! Achei também que a mecânica do show precisa mudar. Tem que copiar mais o sistema gringo. Esse final de temporada foi um BBB: virou campeonato de miss simpatia, como diria Piloto! Se bem que de simpática, a vencedora tem nada! No fim decide quem o público quer e as notas dos jurados são irrelevantes. Errado isso. As notas perfeitas da Jade deveriam ter sido somadas aos votos e o 1% engolido, e troféu pra ginasta! Isso sim seria uma cópia perfeita do DWTS que tem até limite de quantidade de ligação, pra balancear essa palhaçada brasileira de votos ilimitados. E também vimos um show totalmente mastercard com Maytê se auto coroando a pior vencedora de uma competição: afetada, vulgar, desrespeitosa, tendo dificuldade pra engolir as notas mesmo depois de estar com troféu na mão, chamando a Xuxa de velha, assumindo que fez de tudo pra vender a história do romance, e, enfim, sendo a mimada do c*r*lho que ela sempre foi. E agora confirmando totalmente o que falei semanas atrás: nunca foi ninguém no meio televisivo por ter esse gênio de porco. Ela merece não ter destaque. Ela é insuportável. Twiter ferveu uma quantidade enorme de gente inconformada. Uma semana antes, no PCB, vimos o que é uma vitória incontestável: todas as “tribos” elegeram o casal campeão. Não teve revolta nas redes. Já no caso da escrota, teve até altas da madrugada. Esse povinho caprichete é de matar: com medo que o Paulo ficasse sem rodas, deram o prêmio pra bruxinha que era boa. Foi como Vitu disse: Paulo venceu o programa pra Mayté. Se as caprichetes fossem menos obtusas, teriam percebido que ele volta pra próxima temporada e que poderia ganhar o carro em outra ocasião mais justa. Enfim… a Chatê incorporando Leo também foi patética: deu pra fingir estridência do amigo e querer que a gente acreditasse que ela quase desmaiou. Insuportável. Nem pra nível Record aquele “semi desmaio” foi convincente. Esse “quase” só não foi mais insuportável do que a chata da Flavia Alessandra falando que foi “quase agredida” nas ruas quando fez vilã de novela. E o “tamo junto porra” da Maytê foi igualmente sem classe, como muita merda que ela fez nesse programa. Ela é tipo a rede Globo explicando suas novelas quando são fiasco: se o povo gosta mas a crítica diz que é uma merda, fala que a “a voz do povo é a voz de Deus”, se o povo desgosta mas a crítica diz que é bom, dizem que “os telespectadores não entenderam a novela.” Então essa desculpinha de “povo isso ou aquilo” é coisa de quem fez nas coxas. Como disse a Xuxa, “vaca”. Isso que a Mayté é. HAHAHA!

    Durante a exibição, eu às vezes conferia o que vocês comentavam. Discordei de muitas das defesas do Luiz pra Maytê. Não acho as alfinetadas, as indiretas, e nem o cinismo “deliciosos”. Aliás, aquela coisa que o Luiz disse na rádio, de que o formato do programa é achar uma estrela carismática, não tem nada a ver. O formato do programa é apenas botar gente famosa pra dançar e em tese dar um troféu pra quem for o/a melhor. Tem que ser exatamente como o Vitu colocou: o importante é dançar o melhor possível e provar que dança melhor que todo mundo. Convenhamos: Jade já vinha dançando melhor que todos desde 3 semanas atrás. Ela não dançou só bem na final. Depois do que veio no dia seguinte, na repercussão toda, vi o quando a Maytê tá aí pra causar sua própria derrocada. Não se tem esse tipo de atitude e nem se fala de uma das mais importantes estrelas brasileiras da forma que ela falou. Não por Xuxa ser intocável, mas por que não se fecha as portas, não se queima as pontes e muito menos cospe-se no prato que comeu. Podem escrever essa, que eu, Dentista Dinah, que até cantei já no primeiro recap que ela seria finalista na ocasião (cantei vitória dela também? não lembro, preciso rever!), vou falar: ela nunca será protagonista de um musical (ou fazer qualquer musical que se preze). Chamem aquele louco de A Fazenda pra gritar na cara dela: “você não tem talentoooo, vc não é artistaaaaa, vc vive pra aparecer às custas de outroooos”. Hauheuaheuhahue!!!!

    P.S.- Vitu, o primeiro tango do Leo não foi ao som de Roxanne?

    P.S.S.- Da série “ninguém sentiu falta, mas foi “deselegante” pra porra”: Mc Gui… resolveu fazer a linha Mayté, bancar o mimado e não comparecer?

    P.S.S.S.- Quem deve ter amado tudo foi Carelli… esse bafão da final gerou um interesse no programa que vai com certeza fazer as pessoas se ligarem mais na segunda temporada.

    Curtido por 1 pessoa

    1. PS: Campeã histriônica, exagerada, casal fake, fãs adolescentes obtusas na rede, mal educada e sem autocrítica. Me lembra uma outra campeã de um outro reality que passou este ano…

      Curtir

      1. Hahaha! Cissa: se desse pra colocar imagens aqui, anexaria um tweet que vi na rede. Mas era mais ou menos algo assim:

        – Emily bbb 2017
        – Maytê Dancing 2017
        – Bolsonaro 2018?

        KKKKK

        Curtir

    2. Ahhaha eu tenho 30 anos! Acompanhei quase todas as trocas importantes de paquita. Lene fazia um verdadeiro evento hahahah

      O primeiro Tango do Leo foi Roxanne, sim!! Gostei mais do que o Tango da final, inclusive

      Curtir

    3. Fiquei curioso e fui pesquisar a respeito desse programa da Daniela Albuquerque. Pra começar, já está no ar a uma década e eu nem sabia que essa porra existia. AHAHAHA. Mas não é pra menos. O cenário parece oriundo de um programa de auditório dos anos 80 de tão feio e mal acabado. E a apresentadora só ta ali porque é mulher de um dos donos da emissora. Ela é ruim pra carvalho.

      Curtir

  4. Sobre Patê: Paulo Victor levou Maytê nas costas. Ela tem ritmo e jeito pra dança? Sim, sem dúvida. Mas como disse o Vitu, Maytê foi praticamente a mesma do início ao fim. Com os mesmos erros e mesmos acertos. Torci por eles a maior parte do tempo, até me dar conta disso e também perceber que Jade começava a brilhar. Só não fico totalmente insatisfeita com essa vitória caprichete (pq ceis me desculpem, mas foi o caprichetismo que reinou. Tanto é que as menores notas técnicas foram pra eles. Patê ganhou pelo público) porque Paulo Victor é uma estrela. Como alguém com tão pouca idade pode ser tão profissa? Talento nato.
    Sobre Jade e Teo: menosprezei ela no começo. Achava ela muito engessada e o Teo um picolé de chuchu. Nem ligava. Até que Jade dançou com quem? quem? quem? Paulo Victor, que mostrou a dançarina que estava encubada. Daí em diante foi show atrás de show. O casal que mais evoluiu, tanto ela como pupila quanto ele como professor. Teve caprichetismo também, mas bem menos fãs ensandecidas (talvez por Patê ser mais bonito fisicamente), e se tem uma coisa que não suporto é fã ensandecida.
    Sobre Dani e Leo: preguiça.
    Sobre o novo elenco: bacana, subcelebridades e ex-globais na medida certa. Mas o que raios Carla Prata tá fazendo aí? Ela foi profissional na DDF e GANHOU! É injusto porque esse tipo de competição tem como objetivo justamente um amador (ou até leigo) aprender com um profissional. Carla vai dançar com outro profissional, ou ela vai ser a profissional (tipo Dani deLova)?
    É isso.

    Meninos, parabéns pela ótima cobertura do Dancing, aguardo ansiosamente a próxima temporada e a DDF tbm, claro!

    Curtido por 1 pessoa

  5. O Dentista disse tudo que pensava, então não vou me estender, só vou acrescentar que Maithê é chata para um caraleo e voltará a ser o que sempre foi: nada, quanto ao Paulo Victor, esse sim merecia ganhar o prêmio destinado a chatinha e acredito que muitas portas abrirão, pois o cara mostrou a que veio.

    Curtir

  6. Muito que bem vocês perderem tempo fazendo comentários técnicos e utilizando termos da dança para ignorarem tudo e torcerem pela PIOR competidora, né Lugui e Luiz? A Maytê é e sempre foi muuuuuuito abaixo de Sheila, Bianca e até Mika. Paulo é um bom coreógrafo? É sim. Só que não se esqueçam que quem estava competindo era o artista e ele era apenas o técnico. Por isso mesmo, a péssima Malaytê ganhou 500 mil reais e ele apenas um carro. Carisma??? Dela? Vocês estão loucos? Ela não tem um pingo disso. Muito melhor vocês admitirem que torceram com a cabeça de baixo pelo Paulo. Muito mais digno. Ela não mereceu de forma alguma esse resultado, pois a própria Record admitiu isso por meio de várias alfinetadas de Xuxa e Porchat.

    Parabéns, pela nova Emilly: Maytêmilly

    Curtir

  7. Minha internet foi embora quando o programa começou, e não voltou até então. Aqui no trabalho consegui acessar o Blog, e em casa não consegui – e o problema é o mesmo nos dois lugares, enfim, aqui estou eu…
    Comentei aqui diversas vezes que eu era Patê junto com meu amigo Lugui, comentei que torcia muito pela Maytê, e cheguei a final torcendo por ela, e querendo que a Jade vencesse. Não vou me estender falando das danças, mas dos três ritmos, o primeiro bloco foi da Jade, o segundo do Léo e o terceiro da Maytê, acho que isso foi muito interessante para mostrar que a final estava bem representada ali, a gente gostando ou não.
    Enfim, eu vejo inúmeras pessoas reclamando da vitória injusta ??? da Maytê, e que as caprichetes haviam dominado, quando se a Jade não tivesse caprichetes também tivesse ficado tão próximo uma da outra, todo mundo sabe o poder que essas pessoas tem. Haviam caprichetes para todos as duas torcidas, mas é aquela coisa, o povo tirou mais para reclamar da vitória e da “marmelada” do que para votar. Um voto não ganha NADA. Jade e Té mereciam muito – e como o Lugui mencionou, a troca de casais não mostrou uma nova Jade, e sim um novo Téo, sua evolução foi a partir dali.
    Maytê foi uma decepção para mim como pessoa, por causa das polêmicas, por causa de algumas declarações, mas ela não estava sendo julgada por isso, e ver o Paulo Victor comemorando daquele jeito encheu meu coraçãozinho de amor, ele merecia muito. É um garoto ainda, tem tanta criatividade, vontade, foco… vai ganhar o mundo esse garoto, desejo as melhores coisas para ele.
    E não poderia deixar de comentar, MINHA ABERTURA EM TEMPO REAL, eu quase gritei! Foi lindoooooooooooooooooooooooooo! Aguardo o post do resumão com melhores momentos, melhores tudo que vocês vão fazer, para eu falar o meu momento preferido, e não é o Paulo sem camisa!

    Obrigadaa por todos os posts, por tudo que vocês fizeram ao longo dos meses, fizeram a semana entre uma apresentação e outra ficarem mais curtas! Mal posso esperar pelo próximo!

    Curtido por 1 pessoa

  8. Arrasadaaaaaa !!! 😰😰😰
    Tds chegaram ali pq realmente mereceram…e apesar de respeitar td que foi escrito a favor da Mayte…para mim incontestável a superioridade de Jade perante ela na final… e por isto meu inconformismo.
    Deveria ter uma votação onde os jurados tivessem influência…pq se fosse como os programas que o terceiro sai primeiro…a Patê de fígado nem estaria na final
    Apesar da “voz do povo ser a voz de Deus” está vitória me irritou por td isto…e nem toquei no quesito antipatia 🙄

    Curtido por 1 pessoa

  9. Piloto, Luiz e Lugui. a Vitoria da Maytê foi justa, venceu pela regularidade e determinação. achando graça do choro dos hatens, ela tava ali pra dançar e conquistar e o fez com categoria. mesmo que ela seja a metade do que falam dela não mi interessa a vida dela no pessoal, o que interessa é o que ela entrega como dançarina no dancing.. alias, gostei de sua postura na resposta a xuxa, (o que não era novidade, pois quem acompanha suas redes sociais sabe que ela sempre disse que não tem nada com o Paulo e que são amigos) a cinica da xuxa pra ter audiencia quis expor ao constrangimento a maytê com mentiras se ferrou pois a Maytê não abaixou a cabeça pra ela e deu a resposta devida. que bom que não foi politicamente correta e mostrou personalidade e não foi mais uma.. MAYTÊ, DANÇOU, AFRONTOU e GANHOU.. o resto é mimimi. alias que tal a xuxa falar de seu passado? um tal filme proibido será que ela iria gostar? HIPÓCRISIA

    Curtir

    1. Oi, Henrique! Então, durante todas essas semanas eu julguei DANÇA. Maytê foi bem o tempo todo e não teve evolução. Oq ela faz/fez nos bastidores, SE fez, não influenciou em ponto nenhum nas notas e sim se ela completou os passos, os movimentos, se errou ou não a coreografia, se evoluiu. O comportamento nunca foi motivo de nota e sim resultados.

      Quanto às rusgas entre ela e Xuxa, por audiência não foi, já que a entrevista foi no Programa do Porchat e não no Dancing Brasil. Então, não deveria nem ter sido mencionado.

      Já em relação ao filme, como já diz a própria palavra, foi filme. Todos ali eram personagens. Não vejo nada demais. No elenco tinha Tarcísio Meira, Vera Fischer e uma Xuxa com 18 anos. Todos interpretando um personagem. Inclusive não entendi a relação tbm.

      Mas vem aí o Dancing Brasil 2ª Temporada! Já tem expectativas?!

      Curtir

  10. Yeah!
    Confesso que continuo AMANDO programa de dança, mas comentar as vezes me dá preguiça, tô sem paciência pra torcida fanática, boring e repetitivas. Peço perdão

    Só alguns pitacos:
    A abertura do Dancing Brasil na final pegou como referência “Putting on the ritz” dançada lá em 2015 (+ou-) no SYTYCD. Provavelmente ninguém do dancing br assiste Rede tv, desculpa Sonia Abrão

    AMEI a galera pegando refêrencia lá da gringa

    O charleston da Mayte que foi dançado lá no UK (por Tamela e Gorka gatéssimo) e só depois dessa dança eu percebi o que eu achava que faltava nela. Ser precisa e ter folego em Latin Ballaroom e danças agitadas. Ballaroom puro eu sempre acho ela otima.

    Eu amei acompanhar a Jade e vi ela crescendo semana pós-semana. PORÉM, aquele aspecto “performer” ser um personagem na dança a Mayte mandava bem melhor que ela

    Léo foi cheio de altos e baixos, eu gostei da trajetória up-down. E acho a Dani otima técnica.

    Fiquei bem triste com a Juliana sendo eliminada por lesão e adorava a atitude da Bianca !!!!

    Essa versão BR, na MINHA opinião, foi otima, eu amei os vtzinhos, os opennings, a participaçao dos jurados, xuxa e marone dançando) e estou super animada pra segunda edição. AMEI o casting, amei TODOS por motivos diferentes, mas gostei a valer

    Curtir

    1. Na verdade, mesmo com um conceito parecido, o Charleston da Maytê teve coreografia completamente diferente do da Tameka, além de uma certa vibe que puxa mais para a versão americana, com bailarinos extras dançando junto e a coisa com os chapéus que me lembrou as bengalas no Jazz de Mary Poppins do Charlie White na 18ª temporada. (E além disso, eu nem acho o Gorka lá essas coisas… É um coreógrafo bem esquecível.)

      Como eu já disse em um comentário acima, das três danças da Maytê na grande final, foi o Tango cuja coreografia teve mais inspiração gringa (mais especificamente, do Argentine Tango de Jennifer & Derek na 11ª temporada do Dancing americano), e ainda assim não considero como um plágio completo (ao contrário do Tango da Jade), já que o Paulo Victor fez questão de acrescentar um cenário mais detalhado, novos passos e elementos cênicos distintos (foi uma sacada de gênio o que ele fez com o clichê da rosa na boca). Praticamente uma versão melhorada do AT de Jennifer & Derek.

      Curtir

      1. Então Bia, quando eu digo pegar referencia, eu digo que eles se inspiram em algo e fazem do jeito deles. Referência, pra mim, é totalmente diferente de plágio. E na MINHA opinião, nenhuma dança foi plagiada, mas muitas foram feitas a apartir de referências da gringa e adaptadas (por diferentes e deiversos motivos, como por exemplo não conseguir executar exatamente o que foi feito lá fora ou então ter que fazer uma coreo mais longa)

        Eu acho que o fato de eu ter colocado referência na primeira frase e ter escrito que o charleston da Mayte foi dançado lá fora abriu margem pra diferentes interpretações. O que eu quis dizer foi que A música, o cenário e o estilo q a Mayte dançou teve referência da gringa. Mas plágio eu nao consgui enxergar em nenhuma dança. (nem no tango da Jade …)

        PV pegou a música e o cenário praiano, pro mesmo estilo de dança e montou a coreo dele, não vejo problema nenhum, mas pra MIM, esses ritimos rapidinhos a Maytê sempre começa com a energia lá em cima e no final acaba meio que não fnalizando os movimentos. Diferente de Tameka. (acho a personalidade da Tameka mais adequada a ritimos divertido e a da Mayte mais adequada pra ritimos que precisam finess)
        Outra coisa, pra MIM, Tameka dançou Charleston na segunda semana, onde as danças são mais curtas por ter zilhoes de pessoas pra se apresentar. Mayte teve uma mais longa, talvez por isso a falta de energia e movimentos inacabados, mas EU não consigo achar ela OTIMA em nenhum ritimo latino ou rapido, eu sempre começo super animada vendo ela, mas do meio pro final quero que acabe logo pq ME parece que ela está cansando, isso não siginifica que ela dançando latin é uma droga, só não me passa a mesma alegria q Tameka dançando, em relação aos Ballaroom ritimos, eu amo ela.

        Uso de bailarinos, iluminação, adereços, cor da roupa, encenação, são assuntos bem polemicos, pq eles podem dificultar ou facilitar uma rotina. Eles podem ser usados pro bem e pro mal. Mesmo assim não vejo nenhum problema em usar.

        Eu AMO assistir DWTS pelo mundo. UK é bem diferente dos EUA. Sempre fico com a sensação de que no UK se eu aplaudir mais alto que o tom de tdo mundo vão me olhar feio, já nos EUA eu posso assobiar e aplaudir de pé. É uma vibe bem diferente, mas as 2 otimas, nem melhor nem pior.

        Em relação ao Gorka, acho ele gatérrimo, em relação a coreo dele, não me permito ter opinão ainda (Muito Gloria Pires eu …) pq ele é prof novo, só apresentou 3 rotinas, com uma parceira muito divertida, mas com quase nada de tecnica e prepararo fisico, mas com um carisma enorme. Espero ele diferente esse ano, com uma parceira q permita ele ir mais longe (tipo a OTI q pegou o moço com o ombro deslocado na primeira chace e depois o Danny)

        Curtir

  11. PAYPERVITU, vc sempre analisou com imparcialidade a Maytê. foi só um desabafo com quem insiste em persseguir a pessoa dela misturando com a dançarina. mas vamos pra frente né.. vou acompanhar sim a segunda temporada. e minhas expectativas são boas, gostei do elenco das mulheres. já sou team jaqueline e aline haha.. tamu junto!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu tô achando que a segunda temporada vai ser ainda melhor! A produção já pegou o jeito, eles vão tá mais seguros… E a galera vai ter que mostrar dança. Só espero que os técnicos sejam MUITO bons tbm. Minh expectativa tá alta pra Alinne, Carla, Jesus e Yudi… Vamos ver!!

      Curtir

  12. Acho que tem pessoas que comentam aqui, que deveriam dosar um pouco no que escreve. Há um monte de ofensa/afronte gratuito em cima dos meninos que assim como qualquer pessoa tinham sua torcida. Eles abre o espaço para que nós comentemos, podemos concordar ou não, mas é preciso ter respeito. Tem um monte de gente vindo aqui falar de Forma muito agressiva e não respeitando isso.

    Curtido por 1 pessoa

  13. “Pra vencer, precisava dançar bem …” Pois bem, a Maitê não dançou e não foi digna da vitória! Principalmente, diante diante das notas dos jurados e da excelência da dança de Jade! Deselegante, soberba e desrespeitosa! Aff… Ainda bem que acabou!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s